Wjc forum

כל ישראל ערבים זה לזה

"Todos os judeus são responsáveis uns pelos outros"

O Congresso Judaico Mundial é uma organização internacional que representa as comunidades e organizações judaicas em 115 países e advoga em seu nome perante governos, parlamentos, organizações internacionais e outras crenças. O CJM representa a pluralidade do povo judeu e é politicamente apartidário.

A frase talmúdica Kol Yisreal Arevim Zeh beZeh (Todos os judeus são responsáveis uns pelos outros), resume a raison d’être do CJM. Desde a sua criação em 1936 em Genebra, na Suíça, o CJM está à frente na luta pelos direitos do povo e comunidades judaicas de todo o mundo.

O CJM, ‘Braço Diplomático do Povo Judeu’, vem atuando em inúmeras campanhas desde a sua fundação: advogando pela justiça pelas vítimas do Holocausto e de seus herdeiros, inclusive pelo pagamento de reparações pelos danos sofridos sob o regime nazista, protegendo a memória do Holocausto, obtendo a restituição ou indenização pelas propriedades furtadas de judeus e negociando acordos com Bancos Suíços pelos bens retidos nas chamadas contas ‘inativas’; empenhando-se na campanha pelo direito do judeu soviético emigrar para Israel, para os que assim o desejavam ou para permanecerem e praticarem livremente sua religião; revelando o passado do ex-presidente Áustria e ex-secretário-geral da ONU, Kurt Waldheim; combatendo o antissemitismo e a deslegitimação de Israel; e assegurando apoio contínuo ao Estado e ao Povo de Israel em sua luta para viver em paz com seus vizinhos.

Por décadas, o CJM tem mantido relações privilegiadas com a Santa Sé, fortalecendo o diálogo com a Igreja Católica Romana. O Congresso também está engajado no estímulo ao diálogo inter-religioso com outras religiões cristãs, representantes de comunidades islâmicas e outras crenças.

Dirigido pelo presidente Ronald S. Lauder o Comitê Executivo do CJM se reúne regularmente para conduzir os trabalhos do CJM. A Junta Diretiva ("Governing Board") do CJM reúne-se anualmente e a Assembleia Plenária do CJM, que ocorre a cada quatro anos, congrega delegados de todas as comunidades e organizações judaicas associadas para eleger o líder do CJM e definir políticas para o Congresso.